EFB5D75E-39B2-48D9-B738422F8997C92E

Os gastos com os produtos da Cesta básica pesaram no orçamento dos consumidores cacoalenses nos últimos meses. O aumento de preços verificado entre setembro de 2014 e Março de 2015 foi 7,31%, refletindo reajustes em alguns custos como a energia e os combustíveis.

Durante o mês de Março, mais uma vez os acadêmicos do 5º período de Ciências Econômicas da UNESC, sob a orientação do Professor Ms. Elias Nunes, foram a campo e realizaram a pesquisa mensal do Índice de Preços da Cesta básica de Cacoal (IPC Cacoal), utilizando como método de pesquisa a aplicabilidade do menor preço por item.

A composição da CestaBásica de Cacoal tem como referência oDIEESE, oPROCON de São Paulo e a Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR Campo Mourão). A última coleta de dados foi realizada nos dias 26 a 28 de Março de 2015 e os mercados pesquisados foram: Supermercado Aguiar, Supermercado A Luzitana, Supermercado Irmãos Gonçalves, Supermercado Popular, Supermercado Rodrigues (centro) e Supermercado Servilar.

Seguindo a metodologia adotada, os acadêmicos pesquisaram vinte e dois itens da categoria alimentação, quatro itens de limpeza e cinco itens de higiene, totalizando 31 itens. De acordo com os dados da pesquisa, dos 31 itens da Cesta Básica de Cacoal, 19 apresentaram aumento no último semestre.

A seguir são apresentados os gráficos com os valores totais mensais de Cesta Básica de Cacoal e os 3 produtos com maior alta nos últimos seis meses.

Gráfico 1 –  Cesta Básica – Cacoal

A007E6A9-72AE-48BE-BE8AD008313351CF

Conforme mostra o gráfico 1, em setembro/2014, considerando o menor valor encontrado para cada um dos 31 itens, o valor total era de R$ 346,97. Em março/2015 esse valor passou para R$ 372,34, um aumento de 7,31%.

Vários são os motivos que explicam as oscilações nos preços dos produtos da Cesta Básica. Entre eles estão problemas climáticos, sazonalidade e condições de oferta e demanda dos produtos, preços de matérias primas, preço do dólar, formação de estoques e questões tributárias.

1º Colocado: Gráfico 2 –  Cesta Básica – Cacoal

981BF7BB-1110-4BED-87678E52FDEAC571

Conforme mostra o gráfico 2, embora a batata tenha apresentado redução de preço em fevereiro e março de 2015, o produto teve forte aumento no últimos seis meses. O quilo da batata custava R$ 0,98 em setembro/2014 e em março/2015 passou a custar R$ 2,45, aumentando em 150%. De acordo com informações do portalwww.hortifrutibrasil.blogspot.com.br– do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da Universidade de São Paulo (CEPEA/USP) -, o aumento no preço da batata está relacionado com redução na oferta do produto, especialmente no final de 2014.

2º Colocado: Gráfico 3- Cesta Básica – Cacoal

3A6A32D2-EC02-45C7-AAE521B759D11081

O gráfico 3 mostra que o Feijão Carioquinha também apresentou aumento considerável nos últimos meses. O pacote de 1Kg passou de R$ 1,91 em setembro/2014 para R$ 3,79 em março/2015, um aumento de 98,4%. Segundo informações do PROCON/SP, entre as razões que explicam a alta no preço do feijão estão fatores climáticos e a redução na oferta do produto no período de plantio.

Carne está pesando mais no orçamento

A cebola aumentou 58,51% nos últimos seis meses. O quilo do produto, de acordo com o gráfico 4, passou de R$ 1,88 em setembro/2014 para R$ 2,98 em março/2015. Conforme informações do Portal Hortifruti Brasil, os motivos que levaram ao aumento no preço da cebola são a redução da área de plantio e também as fortes chuvas no período.

OUTROS CAMPEÕES DE AUMENTO DE PREÇO

Produto PreçoSetembro/2014 PreçoMarço/2015 Aumento (%)
Tomate (Kg) R$ 1,95 R$ 2,65 35,90%
Alho (Kg) R$ 9,99 R$ 12,99 30,03%
Sabonete (90g) R$ 0,66 R$ 0,82 24,24%
Papel Higiênico (Pac. 4 unid – 30m – Folha Simples) R$ 1,98 R$ 2,45 23,73%
Frango (Kg) R$ 3,85 R$ 4,76 23,63%
Óleo de Soja (900 ml) R$ 2,45 R$ 2,98 21,63%
Absorvente (Pac. 8 unid.) R$ 1,35 R$ 1,56 15,56%

 

Carne está pesando mais no orçamento

Um dado importante da pesquisa em Cacoal é o fato da Carne bovina continuar pesando mais no orçamento do que em anos anteriores. O quilo da Carne de Primeira (Patinho), que custava R$ 12,99 em março/2014, chegou ao pico de R$ 15,92 em janeiro/2015 e no último mês de março ficou em R$ 14,10.A carne é o item de maior peso na Cesta Básica. Os gatos com esse item em março/2014 representavam 19,93% do valor total da cesta, e em março/2015 passaram para 21,98%.

 

 

                                                                                                                                                                                                                                                    FONTE: Rondônia inFoco.